Renovação política não depende só de horror da população à corrupção, diz FHC Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a renovação política nas eleições pode ser dificultada pela distribuição atual de recursos eleitorais, embora o povo esteja com “horror à corrupção”, e que isso pode levar a frustração do eleitorado. “A renovação não depende só do povo que tem horror a isso ou aquilo, depende das engrenagens”, afirmou FHC. As informações são da Folhapress. FHC disse que o povo “tem horror à corrupção e descobriu pela Lava Jato as bases podres do poder”. “A legislação atual deu dinheiro só para os partidos. A oligarquia partidária que dispõe de recursos, ela vai jogar esses recursos para ajudar a eleger quem é próximo a ela. Então é complicado isso daí, você vai ter de novo a possibilidade de uma frustração”, disse. O PSDB, partido do ex-presidente, tem direito a R$ 185 milhões do fundo eleitoral para a campanha deste ano. O ex-presidente também afirmou que falta no país uma instância moderadora. Segundo ele, a sociedade está fragmentada e é preciso eleger alguém com poder moderador. FHC defendeu uma união de centro, mas disse que não se trata de unir o chamado centrão em torno de uma candidatura. “Tem que ser um centro popular, progressista. Não é o centrão, juntar os interesses fisiológicos de cada partido, senão dá na mesma coisa que hoje”, afirmou. O tucano elogiou o candidato de seu partido, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, mas disse que ele precisa ser capaz de mostrar ao eleitor suas qualidades. Questionado sobre a possibilidade de Henrique Meirelles (MDB) compor chapa como vice de Alckmin, o ex-presidente desconversou e disse não ter ouvido nada a respeito. link matéria https://www.bemparana.com.br/noticia/renovacao-politica-nao-depende-so-de-horror-da-populacao-a-corrupcao-diz-fhcRenovação política não depende só de horror da população à corrupção, diz FHC Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a renovação política nas eleições pode ser dificultada pela distribuição atual de recursos eleitorais, embora o povo esteja com “horror à corrupção”, e que isso pode levar a frustração do eleitorado. “A renovação não depende só do povo que tem horror a isso ou aquilo, depende das engrenagens”, afirmou FHC. As informações são da Folhapress. FHC disse que o povo “tem horror à corrupção e descobriu pela Lava Jato as bases podres do poder”. “A legislação atual deu dinheiro só para os partidos. A oligarquia partidária que dispõe de recursos, ela vai jogar esses recursos para ajudar a eleger quem é próximo a ela. Então é complicado isso daí, você vai ter de novo a possibilidade de uma frustração”, disse. O PSDB, partido do ex-presidente, tem direito a R$ 185 milhões do fundo eleitoral para a campanha deste ano. O ex-presidente também afirmou que falta no país uma instância moderadora. Segundo ele, a sociedade está fragmentada e é preciso eleger alguém com poder moderador. FHC defendeu uma união de centro, mas disse que não se trata de unir o chamado centrão em torno de uma candidatura. “Tem que ser um centro popular, progressista. Não é o centrão, juntar os interesses fisiológicos de cada partido, senão dá na mesma coisa que hoje”, afirmou. O tucano elogiou o candidato de seu partido, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, mas disse que ele precisa ser capaz de mostrar ao eleitor suas qualidades. Questionado sobre a possibilidade de Henrique Meirelles (MDB) compor chapa como vice de Alckmin, o ex-presidente desconversou e disse não ter ouvido nada a respeito. link matéria https://www.bemparana.com.br/noticia/renovacao-politica-nao-depende-so-de-horror-da-populacao-a-corrupcao-diz-fhc

/, Jornal, Últimas/Renovação política não depende só de horror da população à corrupção, diz FHC Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a renovação política nas eleições pode ser dificultada pela distribuição atual de recursos eleitorais, embora o povo esteja com “horror à corrupção”, e que isso pode levar a frustração do eleitorado. “A renovação não depende só do povo que tem horror a isso ou aquilo, depende das engrenagens”, afirmou FHC. As informações são da Folhapress. FHC disse que o povo “tem horror à corrupção e descobriu pela Lava Jato as bases podres do poder”. “A legislação atual deu dinheiro só para os partidos. A oligarquia partidária que dispõe de recursos, ela vai jogar esses recursos para ajudar a eleger quem é próximo a ela. Então é complicado isso daí, você vai ter de novo a possibilidade de uma frustração”, disse. O PSDB, partido do ex-presidente, tem direito a R$ 185 milhões do fundo eleitoral para a campanha deste ano. O ex-presidente também afirmou que falta no país uma instância moderadora. Segundo ele, a sociedade está fragmentada e é preciso eleger alguém com poder moderador. FHC defendeu uma união de centro, mas disse que não se trata de unir o chamado centrão em torno de uma candidatura. “Tem que ser um centro popular, progressista. Não é o centrão, juntar os interesses fisiológicos de cada partido, senão dá na mesma coisa que hoje”, afirmou. O tucano elogiou o candidato de seu partido, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, mas disse que ele precisa ser capaz de mostrar ao eleitor suas qualidades. Questionado sobre a possibilidade de Henrique Meirelles (MDB) compor chapa como vice de Alckmin, o ex-presidente desconversou e disse não ter ouvido nada a respeito. link matéria https://www.bemparana.com.br/noticia/renovacao-politica-nao-depende-so-de-horror-da-populacao-a-corrupcao-diz-fhcRenovação política não depende só de horror da população à corrupção, diz FHC Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a renovação política nas eleições pode ser dificultada pela distribuição atual de recursos eleitorais, embora o povo esteja com “horror à corrupção”, e que isso pode levar a frustração do eleitorado. “A renovação não depende só do povo que tem horror a isso ou aquilo, depende das engrenagens”, afirmou FHC. As informações são da Folhapress. FHC disse que o povo “tem horror à corrupção e descobriu pela Lava Jato as bases podres do poder”. “A legislação atual deu dinheiro só para os partidos. A oligarquia partidária que dispõe de recursos, ela vai jogar esses recursos para ajudar a eleger quem é próximo a ela. Então é complicado isso daí, você vai ter de novo a possibilidade de uma frustração”, disse. O PSDB, partido do ex-presidente, tem direito a R$ 185 milhões do fundo eleitoral para a campanha deste ano. O ex-presidente também afirmou que falta no país uma instância moderadora. Segundo ele, a sociedade está fragmentada e é preciso eleger alguém com poder moderador. FHC defendeu uma união de centro, mas disse que não se trata de unir o chamado centrão em torno de uma candidatura. “Tem que ser um centro popular, progressista. Não é o centrão, juntar os interesses fisiológicos de cada partido, senão dá na mesma coisa que hoje”, afirmou. O tucano elogiou o candidato de seu partido, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, mas disse que ele precisa ser capaz de mostrar ao eleitor suas qualidades. Questionado sobre a possibilidade de Henrique Meirelles (MDB) compor chapa como vice de Alckmin, o ex-presidente desconversou e disse não ter ouvido nada a respeito. link matéria https://www.bemparana.com.br/noticia/renovacao-politica-nao-depende-so-de-horror-da-populacao-a-corrupcao-diz-fhc

Renovação política não depende só de horror da população à corrupção, diz FHC Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a renovação política nas eleições pode ser dificultada pela distribuição atual de recursos eleitorais, embora o povo esteja com “horror à corrupção”, e que isso pode levar a frustração do eleitorado. “A renovação não depende só do povo que tem horror a isso ou aquilo, depende das engrenagens”, afirmou FHC. As informações são da Folhapress. FHC disse que o povo “tem horror à corrupção e descobriu pela Lava Jato as bases podres do poder”. “A legislação atual deu dinheiro só para os partidos. A oligarquia partidária que dispõe de recursos, ela vai jogar esses recursos para ajudar a eleger quem é próximo a ela. Então é complicado isso daí, você vai ter de novo a possibilidade de uma frustração”, disse. O PSDB, partido do ex-presidente, tem direito a R$ 185 milhões do fundo eleitoral para a campanha deste ano. O ex-presidente também afirmou que falta no país uma instância moderadora. Segundo ele, a sociedade está fragmentada e é preciso eleger alguém com poder moderador. FHC defendeu uma união de centro, mas disse que não se trata de unir o chamado centrão em torno de uma candidatura. “Tem que ser um centro popular, progressista. Não é o centrão, juntar os interesses fisiológicos de cada partido, senão dá na mesma coisa que hoje”, afirmou. O tucano elogiou o candidato de seu partido, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, mas disse que ele precisa ser capaz de mostrar ao eleitor suas qualidades. Questionado sobre a possibilidade de Henrique Meirelles (MDB) compor chapa como vice de Alckmin, o ex-presidente desconversou e disse não ter ouvido nada a respeito. link matéria https://www.bemparana.com.br/noticia/renovacao-politica-nao-depende-so-de-horror-da-populacao-a-corrupcao-diz-fhcRenovação política não depende só de horror da população à corrupção, diz FHC Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a renovação política nas eleições pode ser dificultada pela distribuição atual de recursos eleitorais, embora o povo esteja com “horror à corrupção”, e que isso pode levar a frustração do eleitorado. “A renovação não depende só do povo que tem horror a isso ou aquilo, depende das engrenagens”, afirmou FHC. As informações são da Folhapress. FHC disse que o povo “tem horror à corrupção e descobriu pela Lava Jato as bases podres do poder”. “A legislação atual deu dinheiro só para os partidos. A oligarquia partidária que dispõe de recursos, ela vai jogar esses recursos para ajudar a eleger quem é próximo a ela. Então é complicado isso daí, você vai ter de novo a possibilidade de uma frustração”, disse. O PSDB, partido do ex-presidente, tem direito a R$ 185 milhões do fundo eleitoral para a campanha deste ano. O ex-presidente também afirmou que falta no país uma instância moderadora. Segundo ele, a sociedade está fragmentada e é preciso eleger alguém com poder moderador. FHC defendeu uma união de centro, mas disse que não se trata de unir o chamado centrão em torno de uma candidatura. “Tem que ser um centro popular, progressista. Não é o centrão, juntar os interesses fisiológicos de cada partido, senão dá na mesma coisa que hoje”, afirmou. O tucano elogiou o candidato de seu partido, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, mas disse que ele precisa ser capaz de mostrar ao eleitor suas qualidades. Questionado sobre a possibilidade de Henrique Meirelles (MDB) compor chapa como vice de Alckmin, o ex-presidente desconversou e disse não ter ouvido nada a respeito. link matéria https://www.bemparana.com.br/noticia/renovacao-politica-nao-depende-so-de-horror-da-populacao-a-corrupcao-diz-fhc

Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a renovação política nas eleições pode ser dificultada pela distribuição atual de recursos eleitorais, embora o povo esteja com “horror à corrupção”, e que isso pode levar a frustração do eleitorado. “A renovação não depende só do povo que tem horror a isso ou aquilo, depende das engrenagens”, afirmou FHC. As informações são da Folha press.
FHC disse que o povo “tem horror à corrupção e descobriu pela Lava Jato as bases podres do poder”. “A legislação atual deu dinheiro só para os partidos. A oligarquia partidária que dispõe de recursos, ela vai jogar esses recursos para ajudar a eleger quem é próximo a ela. Então é complicado isso daí, você vai ter de novo a possibilidade de uma frustração”, disse.

O PSDB, partido do ex-presidente, tem direito a R$ 185 milhões do fundo eleitoral para a campanha deste ano.

O ex-presidente também afirmou que falta no país uma instância moderadora. Segundo ele, a sociedade está fragmentada e é preciso eleger alguém com poder moderador.

FHC defendeu uma união de centro, mas disse que não se trata de unir o chamado centrão em torno de uma candidatura. “Tem que ser um centro popular, progressista. Não é o centrão, juntar os interesses fisiológicos de cada partido, senão dá na mesma coisa que hoje”, afirmou.

O tucano elogiou o candidato de seu partido, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, mas disse que ele precisa ser capaz de mostrar ao eleitor suas qualidades.

Questionado sobre a possibilidade de Henrique Meirelles (MDB) compor chapa como vice de Alckmin, o ex-presidente desconversou e disse não ter ouvido nada a respeito.

link matéria
https://www.bemparana.com.br/noticia/renovacao-politica-nao-depende-so-de-horror-da-populacao-a-corrupcao-diz-fhc

2018-07-03T20:40:56+00:00 julho 3rd, 2018|Categories: Informações, Jornal, Últimas|Comentários desativados em Renovação política não depende só de horror da população à corrupção, diz FHC Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a renovação política nas eleições pode ser dificultada pela distribuição atual de recursos eleitorais, embora o povo esteja com “horror à corrupção”, e que isso pode levar a frustração do eleitorado. “A renovação não depende só do povo que tem horror a isso ou aquilo, depende das engrenagens”, afirmou FHC. As informações são da Folhapress. FHC disse que o povo “tem horror à corrupção e descobriu pela Lava Jato as bases podres do poder”. “A legislação atual deu dinheiro só para os partidos. A oligarquia partidária que dispõe de recursos, ela vai jogar esses recursos para ajudar a eleger quem é próximo a ela. Então é complicado isso daí, você vai ter de novo a possibilidade de uma frustração”, disse. O PSDB, partido do ex-presidente, tem direito a R$ 185 milhões do fundo eleitoral para a campanha deste ano. O ex-presidente também afirmou que falta no país uma instância moderadora. Segundo ele, a sociedade está fragmentada e é preciso eleger alguém com poder moderador. FHC defendeu uma união de centro, mas disse que não se trata de unir o chamado centrão em torno de uma candidatura. “Tem que ser um centro popular, progressista. Não é o centrão, juntar os interesses fisiológicos de cada partido, senão dá na mesma coisa que hoje”, afirmou. O tucano elogiou o candidato de seu partido, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, mas disse que ele precisa ser capaz de mostrar ao eleitor suas qualidades. Questionado sobre a possibilidade de Henrique Meirelles (MDB) compor chapa como vice de Alckmin, o ex-presidente desconversou e disse não ter ouvido nada a respeito. link matéria https://www.bemparana.com.br/noticia/renovacao-politica-nao-depende-so-de-horror-da-populacao-a-corrupcao-diz-fhcRenovação política não depende só de horror da população à corrupção, diz FHC Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a renovação política nas eleições pode ser dificultada pela distribuição atual de recursos eleitorais, embora o povo esteja com “horror à corrupção”, e que isso pode levar a frustração do eleitorado. “A renovação não depende só do povo que tem horror a isso ou aquilo, depende das engrenagens”, afirmou FHC. As informações são da Folhapress. FHC disse que o povo “tem horror à corrupção e descobriu pela Lava Jato as bases podres do poder”. “A legislação atual deu dinheiro só para os partidos. A oligarquia partidária que dispõe de recursos, ela vai jogar esses recursos para ajudar a eleger quem é próximo a ela. Então é complicado isso daí, você vai ter de novo a possibilidade de uma frustração”, disse. O PSDB, partido do ex-presidente, tem direito a R$ 185 milhões do fundo eleitoral para a campanha deste ano. O ex-presidente também afirmou que falta no país uma instância moderadora. Segundo ele, a sociedade está fragmentada e é preciso eleger alguém com poder moderador. FHC defendeu uma união de centro, mas disse que não se trata de unir o chamado centrão em torno de uma candidatura. “Tem que ser um centro popular, progressista. Não é o centrão, juntar os interesses fisiológicos de cada partido, senão dá na mesma coisa que hoje”, afirmou. O tucano elogiou o candidato de seu partido, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, mas disse que ele precisa ser capaz de mostrar ao eleitor suas qualidades. Questionado sobre a possibilidade de Henrique Meirelles (MDB) compor chapa como vice de Alckmin, o ex-presidente desconversou e disse não ter ouvido nada a respeito. link matéria https://www.bemparana.com.br/noticia/renovacao-politica-nao-depende-so-de-horror-da-populacao-a-corrupcao-diz-fhc

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.