Em retaliação, juiz intervém novamente no Grupo Diplomata

//Em retaliação, juiz intervém novamente no Grupo Diplomata

Em retaliação, juiz intervém novamente no Grupo Diplomata

 

Em uma sentença que surpreendeu a todos, o juiz da 1ª Vara Cível de Cascavel, Pedro Ivo Lins Moreira, determinou ontem o afastamento da gestão do Grupo Diplomata, comandada pela empresária Clarice Roman. O advogado do grupo, Laercion Wrubel, disse que “mais uma vez o juiz passa por cima da lei, como de costume”, e afirmou que vão recorrer para reverter a decisão. “Para nós essa decisão é nula. Porque sentença semelhante já foi anulada antes quando o STJ (Superior Tribunal de Justiça), por cinco votos a zero, cassou a sentença de falência”, lembrou. As informações são de Silmara Santos n’O Paraná.

Segundo Laercion, o juiz Pedro Ivo praticamente repete sua sentença de dois anos e meio atrás. “A decisão tem 153 páginas, das quais mais de 100 são cópias da sentença anterior considerada ilegal pelo STJ. Isso é algo que vinha sendo orquestrado com a antiga administração judicial desde abril, quando o STJ cassou a sentença de falência. Ele armou um subterfúgio para manter as mesmas condições já consideradas ilegais pelo STJ”, reforça, em alusão à extensão de empresas saudáveis à tentativa de falir o grupo.

O advogado observa que essa decisão deixa ainda mais evidente que todo o processo de recuperação judicial está viciado: “O juiz Pedro Ivo tem uma predisposição à falência. Ele quer falir o grupo de qualquer jeito. Já é uma questão particular, muito longe do que prevê a lei”.

“É absurdamente inconcebível o juiz estar afrontando a decisão do STJ, que há menos de 60 dias cassou a sentença de falência e reintegrou os proprietários ao comando das empresas. Há uma nítida demonstração que o juiz não quer absolutamente nada além da falência do Grupo Diplomata”, lamentou o deputado federal Alfredo Kaefer.

Retaliação – Para a gestora do grupo, Clarice Roman, a decisão do juiz é uma retaliação à denúncia feita por ela sobre a existência de fraude cometida durante a administração judicial. Há poucos dias, a atual gestão interpelou o Ministério Público pedindo esclarecimentos sobre fraudes encontradas nas contas da Diplomata, como diversos pagamentos de impostos feitos por meio de boletos, cujos valores foram creditados em contas particulares. Os valores já encontrados somam quase R$ 1 milhão.

Holofotes – Novamente a decisão do juiz Pedro Ivo Lins Moreira chega à imprensa muito antes de as partes envolvidas tomarem conhecimento. A sentença data das 16h50 e exatos nove minutos depois a notícia já estava no Portal CGN, que tem promovido intensa campanha de difamação contra o deputado federal Alfredo Kaefer desde a primeira decisão tomada pelo juiz Pedro Ivo, em dezembro de 2015, na qual determinou a falência do grupo.

E, em mais uma tentativa de projetar o deputado negativamente, na notícia de ontem o Portal comete um erro de interpretação e cita que a decisão afasta o deputado federal da gestão do grupo, quando é de conhecimento público que o Grupo Diplomata é comandado pela empresária Clarice, esposa de Alfredo.

https://www.oparana.com.br/noticia/em-retaliacao-juiz-intervem-novamente-no-grupo-diplomata

2017-08-08T18:14:30+00:00 agosto 8th, 2017|Categories: Últimas|0 Comments

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.